Rua do outeirinho,78 3420-011 Ázere - TBU

235 413 976

Aspectos da Habitação

A casa rústica de Ázere é feita em pedra de granito, devidamente trabalhada, algumas alpendradas, com escada de pedra e varanda sem guardas, a que chamam balcão. Outras, as dos mais pobres, eram de taipa e rebocadas com adobe, sendo os andares térreos destinados a lojas onde se recolhia o gado, se fazia a adega e o celeiro.

A parte de cima era constituída por uma casa de entrada com janela para um pátio, onde se situava o forno para cozer o pão, uma ampla cozinha com lareira e uma grande chaminé ou mesmo sem ela, já que não havia forro e o fumo escapava-se pelas frinchas do telhado. Na lareira havia bancos compridos em toda a volta, onde em noites de Inverno frio, se aqueciam e comiam. A comida era confeccionada em panelas de ferro, com três pernas, e outros panelões de maior porte que serviam para fazer a comida para o vivo. Por cima, uma armadura em madeira ou ferro, a que chamavam fumeiro, ali se penduravam as chouriças, morcelas e outros enchidos para curarem. Alguns aposentos constituíam os quartos e uma sala grande onde o proprietário acomodava arcas onde guardava a roupa, o pão e muitas vezes, até o cereal e a farinha. Ao centro, uma grande mesa, onde a família reunida, comia aquando dos dias festivos. Mais ao fundo, havia uma outra casa, onde estava montado o tear para tecer o linho e respectivos apetrechos para preparar o linho, como a dobadeira, a enroladeira, a estriga e o fuso.

Mas a par destas, outras havia de tipo solarengo a que chamavam as casas dos fidalgos ou morgados.

Em Ázere havia muitas casas deste tipo como por exemplo: a casa do Morgado e do Tenente Coronel, na rua da Fonte, um pouco mais abaixo, o solar dos Correias Linhares, no Terreiro, a Casa dos Cunhas, a Casa das Camélias e um pouco mais acima, a Casa do Mestre Tavares. No passadiço, a casa do Passadiço e no Rossio, o Solar dos Castanheiras. Perto da laje, a casa do José Trovão, com telhado de 4 águas, típica da Beira, toda em granito e a casa do Alfredo Silva, mais conhecido pelo solar do brasileiro, na Salgada. Ainda na Vila, o Solar da família Moura, a casa do Gazão, onde funcionou a antiga escola feminina e no adro a casa onde funcionou a escola masculina e de fronte, a casa do ti Mário Canastreiro e certamente outras. No Espadanal, o Solar da família Borges, a Casa dos Gaitos na Vila Seca.

Hoje, Ázere tem uma feição diferente com as modernas construções fora do tipo beirão, que por um lado lhes dá um aspecto moderno e agradável à vista, por outro, lhe tira a parte castiça e histórica de que Ázere tinha fama. No entanto, ainda há quem respeite as tradições e o maior exemplo pode ser dado pelo Dr. António Ferreira dos Santos que, na sua quinta da Trelagem ou Três Lajes, mandou edificar uma casa em granito quase na sua totalidade, com o aspecto de autêntico solar.

ACUREDEPA

Rua do outeirinho,78
3420-011 Ázere - TBU

Telf: 235 413 976

e-mail: acuredepa0@gmail.com

Links Úteis

Siga-nos